PROJETO

O projeto, iniciado em 2016, tem como objetivo coletar e sistematizar os dados sobre situações de violência nas 16 comunidades da Maré, sobretudo em dia de conflitos armados decorrentes da atual política de drogas e Segurança Pública no país. As informações sobre confrontos armados e violações de direitos colhidos por tecedores da Redes da Maré nesses últimos três anos apontam situações recorrentes de violência, como mostram os dados abaixo.

  

A proposta é que todos os anos os dados sejam atualizados numa nova edição. Simultaneamente, também vem sendo realizada pesquisa junto a órgãos públicos e meios de comunicação de massa para compreender o impacto das violências na vida dos moradores da Maré.

 

3ª edição | Boletim Direito à Segurança Pública na Maré | Dados de 2018
Segundo a terceira edição da publicação, em 2018, mostra 16 operações policiais na Maré, com 24 mortes em decorrência de intervenção policial e 10 dias de atividades suspensas nos serviços públicos. VER PDF

2ª edição| Boletim Direito à Segurança Pública na Maré | Dados de 2017 
O 2º Boletim trouxe dados referentes ao ano de 2017, quando aconteceram 41 operações policiais na Maré, 42 homicídios durante confrontos armados, 35 dias sem aulas e 45 dias sem funcionamento de postos de saúde na Maré. VER PDF


1ª edição| Boletim Direito à Segurança Pública na Maré | Dados de 2016
Os dados de 2016 apontaram para 33 operações policiais na Maré, com 17 mortes em decorrência de intervenção policial e 20 dias de atividades suspensas nos serviços públicos. 
VER PDF 

Equipe

Coordenação: Thais de Jesus
Pesquisadora: Patrícia Vianna

Parceiros apoiadores 

Fundação Ford
ActionAid

Parceiros locais

16 Associações de Moradores da Maré

 

PROJETOS RELACIONADOS

Fique por dentro das ações da Redes da Maré! Assine nossa newsletter!