PROJETO

O Fórum Basta de Violência! Outra Maré é possível...” é uma articulação de moradores, instituições públicas e não governamentais e outros atores estratégicos para construção de um debate sobre o direito a Segurança Pública nas favelas, a partir da experiência do conjunto das dezesseis favelas da Maré. O trabalho do Fórum se inicia com o acirramento do contexto de violência na Maré, marcado pelo aumento dos confrontos armados entre agentes de Segurança Pública e grupos criminosos armados, e destes entre si.

 

Com o objetivo de dar um basta de violência, diferentes segmentos da sociedade, incluindo a Redes da Maré, vêm se reunindo mensalmente para pensar em estratégias de enfrentamento a esta violência.
Os encontros propostos por este Fórum pretendem construir caminhos e espaços coletivos de escuta, acolhimento e formulação de propostas que nos façam agir e enfrentar, de forma organizada, esse processo de conquista pelo direito à segurança pública na Maré. Clique aqui para fazer download do "PLANO DE REDUÇÃO DE DANOS ÀS VIOLÊNCIAS NA MARÉ". Documento que contém o conjunto de demandas no campo da Segurança Pública, fruto de debates e reflexões, realizados ao longo de 2017, por um grupo de moradores da Maré, instituições governamentais e não governamentais e lideranças comunitárias da Maré.

Realizações

Construção da Carta Manifesto do Fórum
Encontro ampliado do Fórum “Basta de Violência! Outra Maré é possível!” que reuniu cerca de 200 pessoas para a construção de uma carta manifesto do Fórum. Clique aqui para ler a carta.


Marcha contra a Violência da Maré
Caminhada na Maré que reuniu mais de 5 mil pessoas, em um protesto pacífico, reivindicando o fim da violência nas 16 favelas que compõem o Complexo da Maré.

Acesse a Carta-manifesto produzida pelos moradores da Maré, Associações de Moradores e instituições que atuam na Maré.

Nela estão descritos os motivos pelos quais pedimos um BASTA DE VIOLÊNCIA NA MARÉ!

É inaceitável que todos que vivem e trabalham na Maré tenham que passar, cotidianamente, por situações de violência!

Clique aqui e leia a carta.

VEJA MAIS FOTOS

PROJETOS RELACIONADOS