PROJETO

A criação do projeto Maré de Sabores, com oficinas de formação em Gastronomia para moradoras da Maré, em 2010, deu início a um projeto maior da Redes da Maré para atrelar desenvolvimento territorial a iniciativas ligadas à área de Gastronomia. A partir da formação, o Maré de Sabores abriu uma outra frente de trabalho: o buffet, uma iniciativa para geração de renda na qual trabalham mulheres da Maré formadas nas oficinas do Maré de Sabores. Outra iniciativa foi o Festival Comida de Favela, evento gastronômico na Maré, realizado em 2015, nas 16 comunidades. 

 

# Maré de Sabores Formação - O projeto nasceu de uma demanda de mães de alunos do CIEP Operário Vicente Mariano, na Baixa do Sapateiro. A partir de 2010, passaram a ser oferecidos cursos de qualificação profissional em Gastronomia, básicos e avançados, que ensinam receitas e técnicas, resgatando a cultura alimentar da Maré, e promovendo novos hábitos alimentares baseados numa alimentação saudável, orgânica e sustentável. Dentro da formação, há ainda oficinas de Gênero e Cidadania e Empreendedorismo, nas quais as alunas são encorajadas a refletir sobre autonomia, autoestima e o papel que ocupam na sociedade. As participantes são estimuladas também a vislumbrarem novas estratégias profissionais, incluindo abrir seus próprios negócios, de forma individual ou coletiva, para aumentar sua renda e de sua família. Nestes anos, o Maré de Sabores já formou mais de 500 mulheres. Hoje, a sede do projeto é na Casa das Mulheres da Maré. 
# Buffet Maré de Sabores - O segundo braço do Maré de Sabores foi ganhando corpo ao longo dos anos até se transformar num negócio autossustentável. Desde 2010, o buffet já produziu mais de dois mil eventos, entre coffee break, brunch, almoço, coquetel, jantar e alimentação terceirizada para empresas, atendendo mais de 40 mil convidados e gerando renda direta para mais de 100 famílias da Maré. O cardápio é extenso, com muita influência do Nordeste, uma vez que 60% dos moradores da Maré são nordestinos ou descendentes deles. Há iguarias que já são marcas do buffet, como  "X Maresinha" (sanduíche de pão artesanal com queijo coalho,banana da terra grelhada e molho de tucumã), acarajé da Moreno (bolhinho de acarajé com vatapá de carne seca), dadinho de tapioca  e o pudim de tapioca. Os pães são fabricados artesanalmente como pão de milho, aipim, de ervas, australiano, sem glúten, entre muitos outros. Uma verdadeira delícia!

Equipe

Coordenadora e instrutora de Gastronomia: Mariana Aleixo

Facilitadora das oficinas de Gênero e Cidadania: Andreza Jorge

Produtora: Myllenni Nascimento

Gerente de operações: Michele Gandra

Assistente de operações: Lívia Santos

Marketing: Beatriz Giacomo

Gestora financeira: Elisângela Rangel

Cozinheiras: Adriana Moreno, Carini Rodrigues, Denize Ribeiro, Josefa Pereira, Tainara de Oliveira, Andreia Silva, Juliana Oliveira, Sandra Barbosa, Sandra Kpormorne

Instrutoras de Gastronomia: Paula Duarte e Michele Gandra

Instrutora de gênero: Tássia Mendonça

Contato para o Buffet: 

E-mail: maredesabores@redesdamare.org.br

Telefone: (21) 3105-5569

facebook.com/MaredeSabores

 

Parceiros apoiadores

Instituto Grupo Pão de Açúcar e Assaí Atacadista

Instituto Nissan

 

 

Parceiros institucionais e locais

 

Muda Maré

Rede Ecológica do Rio de Janeiro

Feira Agroecológica da UFRJ

Instituto Ekloos

WeWork

Berg Silva (fotografias)

Sebrae

Oi Futuro - Labora

 

PRINCIPAIS REALIZAÇÕES

2018
Participação do Maré de Sabores na primeira edição do Festival Mulheres do Mundo na América Latina.
2017
Prêmio Caixa Melhores Práticas
2016
Em 2016, o Maré de Sabores em parceria com a empresa Afonso França Engenharia, a L’Oréal e a Associação Horizonte realizou o projeto Quebrando Barreiras, responsável pela qualificação profissional em Gastronomia básica e avançada e Empreendedorismo de cem mulheres. Foi também o ano da criação da Casa das Mulheres da Maré, no Parque União, onde, atualmente, é a sede do Maré de Sabores.
2015
O evento, cuja primeira edição aconteceu em 2015, envolveu 16 bares/restaurantes da Maré, espalhados em diferentes comunidades do território, cada um destacando um prato ou petisco específico. Durante cerca de dois meses, os moradores da Maré, visitantes de fora e um júri especializado puderam votar nos melhores pratos e petiscos. Cerca de cinco mil cédulas foram recolhidas, comprovando o sucesso do evento, que divulgou a culinária local, suas tradições, e também rompeu fronteiras simbólicas da região, fazendo com que gente de dentro e de fora da Maré circulasse entre as diferentes comunidades. O festival teve patrocínio da edição 2013-2014 do Rumos Itaú Cultural e contou com parceria da Escola de Cinema Olhares da Maré (ECOM), a Escola Popular de Comunicação Crítica (ESPOCC) e a Mórula Ideias, Mídia e Conteúdo.
2012
2012 – Prêmio Objetivos do Milênio – ODM Brasil 4a edição, oferecido pela Secretaria-Geral da Presidência da República, em parceria com o Programa Nacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)
2011
Certificação do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social e Maré de Sabores passa a ocupar um espaço da Lona Cultural Hebert Vianna, no Parque Maré.
2010
Criação do Maré de Sabores no Ciep Vicente Mariano, na Baixa do Sapateiro, na Maré.

Maré de Sabores - Curso

PROJETOS RELACIONADOS

Fique por dentro das ações da Redes da Maré! Assine nossa newsletter!